Sonhos lúcidos

Durante os sonhos lúcidos, quem dorme está ciente de que um sonho está ocorrendo mas não vai deixar o estado de sonho. Alguns definem esses fenômenos como sonhos nos quais quem dorme pode exercer controle sobre diferentes aspectos de seu ambiente, embora estudos tenham descoberto que nem sempre é esse o caso e que certas pessoas são mais predispostas ao controle dos sonhos lúcidos do que outras.

Pesquisas mostram que cerca de 55% dos adultos já tiveram pelo menos um sonho lúcido durante a vida e 23% das pessoas têm sonhos lúcidos pelo menos uma vez por mês. Algumas pesquisas apontaram os benefícios potenciais dos sonhos lúcidos, como o tratamento para pesadelos. No entanto, outros estudos afirmam que os sonhos lúcidos podem ter um impacto negativo na saúde mental porque podem perturbar o sono e fazer com que os sonhadores confundam os limites entre a realidade e a fantasia.

Como funcionam os sonhos lúcidos?

O sonho lúcido foi estudado extensivamente, mas muito ainda se desconhece sobre o fenômeno. Alguns pesquisadores acreditam atividade no córtex pré-frontal do cérebro está relacionado ao desenvolvimento de sonhos lúcidos. Durante os sonhos não lúcidos, as pessoas estão cientes de objetos e eventos dentro do estado de sonho, mas não estão cientes do sonho em si e não podem distinguir estar adormecido de estar acordado. Isso foi atribuído em parte aos níveis mais baixos de atividade cortical.



Os sonhos lúcidos são diferentes porque as pessoas que dormem sabem que estão sonhando e, em alguns casos, podem exercer controle sobre o que está à sua volta. Alguns estudos relacionaram essas características à atividade cortical elevada. Em pessoas que dormem e foram observadas durante estudos de sonhos lúcidos, os níveis de atividade do córtex pré-frontal enquanto eles estão envolvidos em sonhos lúcidos são comparáveis ​​aos níveis quando estão acordados. Por esse motivo, os sonhos lúcidos podem ser referidos como um estado híbrido de sono-vigília.



Embora os sonhos normais possam ocorrer durante diferentes estágios do ciclo do sono, estudos mostraram que a maioria dos sonhos lúcidos ocorre durante o sono REM. O sono REM constitui o quarto e último estágio de um ciclo normal de sono. Os três primeiros estágios consistem no sono de movimento não rápido dos olhos (NREM). O consenso geral entre os pesquisadores hoje é que os sonhos lúcidos originam-se de sonhos não lúcidos durante o estágio de sono REM. Nesse sentido, a lucidez é um aspecto dos sonhos que pode ser acionado por diversos meios.



Como os sonhos lúcidos são estudados?

Os sonhos lúcidos espontâneos são raros e difíceis de prever. Para estudar esses fenômenos, os pesquisadores normalmente induzir sonhos lúcidos usando métodos diferentes. Algumas das técnicas mais comuns incluem o seguinte:

    Teste de realidade:Essa técnica exige que os participantes realizem testes ao longo do dia que diferenciam o sono da vigília. Por exemplo, um participante pode se perguntar se está ou não sonhando durante o dia, uma vez que a autoconsciência não é possível durante os sonhos não lúcidos, ser capaz de responder a essa pergunta prova que está de fato acordado. O teste de realidade é baseado na noção de que testes repetidos acabarão se infiltrando nos sonhos do participante, permitindo-lhe alcançar a lucidez e distinguir entre o estado de sonho e a vigília. Indução mnemônica de sonhos lúcidos (LEVE):Essa técnica envolve treinar a si mesmo para reconhecer a diferença entre os sonhos e a realidade durante o sono. Os indivíduos acordam após um período de sono e repetem uma variação da seguinte frase: Na próxima vez que dormir, vou lembrar que estou sonhando. Os pesquisadores induzirão sonhos lúcidos usando o método MILD, acordando os sujeitos após cinco horas de sono. Acordar de volta para a cama (WBTB):Algumas pessoas podem induzir sonhos lúcidos usando esta técnica, que envolve acordando no meio da noite e depois voltar a dormir após um certo tempo. WBTB é freqüentemente usado em conjunto com a técnica MILD. Quando esses dois métodos são usados ​​juntos, o período de tempo mais eficaz entre acordar e voltar a dormir parece ser de 30 a 120 minutos. Estimulação externa:Essa técnica envolve luzes piscantes e outros estímulos que são ativados enquanto o sujeito está no sono REM. A lógica por trás desse método é que quem dorme vai incorporar esses estímulos em seus sonhos, desencadeando a lucidez no processo.

Além disso, alguns estudos envolveram a indução de sonhos lúcidos usando certos tipos de drogas e suplementos.

Depois que um sujeito adormece, os pesquisadores podem níveis de atividade no córtex pré-frontal e outras áreas do cérebro usando um dispositivo conhecido como eletroencefalograma (EEG), durante o qual discos de metal são fixados ao couro cabeludo do sujeito. Um eletrooculograma (EOG) também pode ser usado para rastrear os movimentos dos olhos para determinar quando o sujeito entra no sono REM. Para alguns estudos, os participantes são solicitados a fazer movimentos oculares específicos durante o sono para sinalizar que estão tendo um sonho lúcido. Os EOGs são particularmente úteis para detectar esses movimentos. Obtenha as informações mais recentes sobre o sono em nosso boletim informativoSeu endereço de e-mail será usado apenas para receber o boletim informativo gov-civil-aveiro.pt.
Mais informações podem ser encontradas em nossa política de privacidade.



Sonhos lúcidos são bons ou ruins para você?

A popularidade dos sonhos lúcidos auto-induzidos cresceu nos últimos anos. Os motivos mais comuns para induzir sonhos lúcidos incluem a realização de desejos, a superação de medos e a cura. Alguns estudos também mostraram uma ligação entre induzir sonhos lúcidos e superar o medo e a angústia associados aos pesadelos.

Leitura Relacionada

  • homem caminhando pelo parque com seu cachorro
  • médico falando com paciente
  • mulher parecendo cansada

No entanto, há muito debate sobre se a indução de sonhos lúcidos é benéfica ou prejudicial à saúde mental. Alguns pesquisadores argumentam que criar sonhos lúcidos intencionalmente confunde os limites entre o sonho e a realidade, e que isso pode ter implicações negativas para a saúde mental a longo prazo. A terapia dos sonhos lúcidos tem se mostrado bastante ineficaz para alguns grupos, como pessoas com transtorno de estresse pós-traumático.

Alguns pesquisadores introduziram outro problema com os sonhos lúcidos: eles são potencialmente perturbadores para o sono. Como os sonhos lúcidos estão associados a níveis mais altos de atividade cerebral, foi sugerido que esses sonhos podem diminuir a qualidade do sono e ter um efeito negativo na higiene do sono. Sonhos lúcidos frequentes pode potencialmente reestruturar o ciclo de sono-vigília da pessoa que dorme, o que por sua vez pode afetar a regulação emocional, a consolidação da memória e outros aspectos da vida cotidiana ligados à saúde do sono. Adicionalmente, pessoas com narcolepsia - um distúrbio do sono caracterizado por sonolência diurna excessiva e ataques de sono irresistíveis - são mais propensos a ter sonhos lúcidos frequentes.

O estudo dos sonhos lúcidos é relativamente novo e bastante incompleto. Mais pesquisas são necessárias para entender melhor esses tipos de sonhos e identificar por que algumas pessoas estão predispostas a sonhos lúcidos mais frequentes e intensos.

Como ter um sonho lúcido

Despertar sonhos lúcidos pode ser bastante fácil com os métodos certos. Aqueles que não têm experiência com esses fenômenos podem ser capazes de induzir um sonho lúcido para si mesmos através dos seguintes meios:

    Otimize seu quarto para dormir:Praticar uma boa higiene do sono pode ajudar a garantir um ciclo de sono-vigília saudável, incluindo uma quantidade suficiente de sono REM (quando os sonhos lúcidos são mais prováveis ​​de ocorrer). Certifique-se de que a temperatura do quarto seja confortável de 18,3 graus Celsius (65 graus Fahrenheit), que é amplamente considerada a temperatura ideal para dormir. Você também deve manter a sala escura e relativamente silenciosa. Cortinas opacas, máscaras de dormir e outros acessórios ajudam a reduzir os níveis de luz, enquanto os protetores de ouvido e aparelhos de som podem bloquear ruídos externos perturbadores. Avalie sua realidade:Ao longo do dia, pratique testes de realidade verificando seu ambiente para confirmar se você está dormindo ou acordado. Em um sonho, o ambiente pode parecer familiar, mas haverá inconsistências e distorções em comparação com a realidade. Ao realizar essas verificações da realidade várias vezes por dia, você pode adquirir a capacidade de testar sua realidade durante os sonhos. Experimente os métodos MILD e WBTB:Para a técnica de indução mnemônica de sonhos lúcidos, acorde depois de dormir por cinco horas (use um alarme se necessário) e diga a si mesmo para lembrar que está sonhando depois de adormecer. O método MILD provou altamente efetivo em alguns estudos. A técnica de acordar para dormir também requer acordar após cinco horas de sono. Com o WBTB, você vai querer ficar acordado por cerca de 30 a 120 minutos antes de voltar a dormir. Mantenha um registro de seus sonhos:Todas as manhãs, escreva tudo de que você se lembra sobre seus sonhos em um diário. Você também pode usar um dispositivo de gravação de voz para registrar suas memórias de sonho. Registros detalhados permitirão que você reconheça os sonhos mais facilmente assim que adormecer, o que, por sua vez, pode ajudar a desencadear os sonhos lúcidos. O poder da sugestão:Algumas pessoas podem induzir sonhos lúcidos com sucesso simplesmente convencendo-se de que terão um quando adormecerem. Pegue um dispositivo indutor de sonho lúcido: Dispositivos portáteis que induzem sonhos lúcidos estão amplamente disponíveis hoje. Esses dispositivos, que geralmente vêm na forma de máscaras de dormir ou bandanas, produzem ruídos, luzes piscando, vibrações e outras pistas que atuam como estímulos auditivos, visuais e / ou táteis. Espere gastar pelo menos US $ 200 em um desses dispositivos. Experimente jogos:Alguns estudos mostraram uma ligação entre jogando video games e frequência e controle dos sonhos lúcidos. Isso é especialmente verdadeiro para videogames interativos.

Outras técnicas podem ser usadas para induzir sonhos lúcidos. Isso inclui estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC), que aplica correntes elétricas sem dor a diferentes áreas do cérebro, e certos tipos de medicamentos. Existem poucas pesquisas científicas para demonstrar a eficácia desses métodos. Essas técnicas também são conduzidas apenas em ambientes laboratoriais clínicos controlados e nunca devem ser tentadas por um indivíduo, a menos que sob a supervisão de um médico ou outro profissional médico ou psicológico credenciado.

Artigos Interessantes